Conheça o juramento antifascista soviético da 2ª Guerra

Da Redação | Foto: SPUTNIK/Alamy Stock Photo | Adaptação web Caroline Svitras

“Juro não largar as armas até a eliminação da última escória fascista. Juro vingar-me brutalmente por todas as cidades e aldeias queimadas, por mortes de mulheres e crianças. Juro me vingar implacavelmente, incansavelmente e constantemente. Sangue por sangue! Morte pela morte! Se eu forjar esse juramento, então, que meus camaradas me matam”.

 

Com base nesse juramento, destaque da Imagem para a História, os partidários antifascistas soviéticos começaram a reverter a situação da União Soviética que, no início da 2ª Guerra, foi subestimada por todos os países envolvidos no conflito, pois eles apenas queriam ditar as condições de paz, impor sua hegemonia no mundo e, acima de tudo, dar um golpe demolidor contra o movimento operário e revolucionário internacional.

 

Só que no momento em que o Exército Vermelho passou a esmagar as forças hitlerianas, esses mesmos partidários que já lutavam ao lado dele, também criaram um movimento guerrilheiro que travou uma guerra antifascista que, por sua vez, desencadeou uma grande resistência em quase todos os países dominados pelos alemães.

 

Na sequência, quando o exército soviético chegou a Berlim e pôs um fim ao nazismo, surgiu uma nova situação internacional favorável ao avanço das lutas libertadoras e revolucionárias dos povos. A partir daí, ocorreram as grandes vitórias na Europa Oriental, Coreia, Vietnã e o triunfo da Revolução Chinesa, eventos que, na época, abalaram momentaneamente os alicerces do sistema imperialista no mundo ocidental.

 

Quer conferir mais imagens memoráveis? Garanta a sua revista Leituras da História Ed. 107 aqui!

Adaptado do texto “Juramento antifascista”