Ferro de relíquias egípcias veio do espaço

Da Redação | Foto: Reprodução / thehistoryblog.com | Adaptação web Caroline Svitras

Em 19 de agosto de 2013, cientistas anunciaram que as intrigantes nove contas funerárias de forma tubular, encontradas por arqueólogos britânicos na cidade de El-Gerzeh, no Baixo Egito, em 1911, realmente, foram forjadas a partir de um meteorito, cuja liga tem uma composição diferente do ferro terrestre. Na época da descoberta, junto a minerais terrestres exóticos, como lápis-lázuli, ágata e ouro, elas compunham colares que estavam ao redor de corpos, em dois sítios funerários de cerca de 3.200 a.C. Até 1980, muitos alegavam que as contas tinham surgido por meio de uma fundição acidental. Mas, com o teste de identidade não destrutivo empregado recentemente, ficou constatado que os traços de níquel, fósforo, cobalto e germânio pertencem a um objeto extraterrestre. Para complementar, “exames de raios X também mostraram que o ferro do meteorito foi repetidamente aquecido e golpeado para ganhar forma”, explica o dr. Joyce Tyldesley, professor titular de Egiptologia da Universidade de Manchester.

 

Revista Leituras da História Ed. 64

Adaptado do texto “Ferro de relíquias egípcias veio do espaço”