Pesquisadores encontram cidade de 2500 anos

Da Redação | Foto: Robin Roennlund | Adaptação web Caroline Svitras

Próxima ao vilarejo de Vlochós, a 300 km ao norte de Atenas, na Grécia, a cidade que provavelmente foi abandonada por volta do ano 300 a.C, antes da ascensão do Império Romano, está inserida em um sítio arqueológico conhecido, do qual já foram escavados diversos artefatos que datam de 500 anos a.C. Mas até Robin Rönnlund, da Universidade de Gothenburg, Suécia, e sua equipe começaram a pesquisar a região, ela era tida apenas como um simples assentamento. No entanto, quando eles descobriram as primeiras evidências de um importante centro da antiguidade clássica, formado por quarteirões traçados por ruas, 40 hectares de muralhas, portões e ruínas de torres de vigia, além de moedas e fragmentos de cerâmica, a atenção de diversos arqueólogos internacionais foi despertada e todos já mostraram a intenção de fazer novas descobertas na região com o uso de técnicas não invasivas que irão analisar o solo, preservar o local e ainda evitar que algumas das antigas estruturas sejam danificadas.

 

Revista Leituras da História Ed. 100